A evolução da perda auditiva depende da causa ou da gravidade da lesão. Se houver uma perda auditiva devido à exposição ao ruído intenso (acima de 85 decibéis) a lesão causada no ouvido interno poderá ser definitiva, irreversível.
Em indivíduos com infecção na orelha média (otite média) ocorre acúmulo de secreção atrás do tímpano que, na maioria das vezes, é absorvida pelo organismo e a audição tende a normalizar em algumas semanas. Em caso de infecções repetidas a perda pode se tornar permanente.

Na presbiacusia (surdez do idoso) e na Ototoxidade (surdez por medicamento) a perda auditiva, em geral, progride gradativamente.

"O ouvido é o órgão da audição e também do equilíbrio. Converte ondas sonoras em impulsos nervosos que ao atingirem o cérebro são interpretados como sons. Contém o sistema vestibular que é responsável pelo equilíbrio e é acionado ao movimentar a cabeça".